Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo

COVID-19: recomendações diversas ao cirurgião plástico

Com o avanço mundial do novo coronavírus (COVID-19), que agora tem registrado uma curva crescente de casos no Brasil, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional São Paulo (SBCP-SP) tem reunido as principais orientações e recomendações de autoridades médicas nacionais e estrangeiras para dar suporte ao cirurgião plástico.

Os conteúdos serão constantemente atualizados e divulgados em nossos canais de comunicação, incluindo site, mídias sociais, newsletter, revista e outros. É fundamental que os profissionais da especialidade estejam devidamente informados e engajados para que, juntos, possamos enfrentar da melhor forma esse momento único e de crise.

Veja abaixo alguns pontos essenciais ao cirurgião plástico:

1. Devo fechar o meu consultório/clínica de cirurgia plástica?

O atendimento não precisa ser totalmente encerrado, mas deve ser reduzido. As orientações de entidades médicas internacionais, como a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS), são para postergar os atendimentos não essenciais durante o surto de COVID-19.

Devem ser mantidos apenas os atendimentos de urgência, bem como o acompanhamento de pacientes previamente operados. Cabe ao especialista determinar quais atendimentos são realmente urgentes e necessários. O atendimento remoto também pode ser uma alternativa, em determinados casos.

 

2. A redução dos atendimentos por muitas semanas pode ter impactos financeiros significativos em minha clínica/consultório, com risco de demissão de funcionários e até encerramento permanente das atividades. Não poderia manter os atendimentos, com os devidos cuidados?

Não podemos subestimar a gravidade da situação, que tem causado centenas de mortes mundo afora e ameaça sobrecarregar a capacidade de atendimento do SUS e da rede privada de saúde. Por isso, as entidades médicas internacionais dizem, explicitamente, que neste momento são secundárias as questões financeiras e de negócios.

A Regional São Paulo compreende o desafio e os sacrifícios que isso pode representar ao cirurgião plástico, especialmente aos profissionais mais jovens ou aos estabelecimentos com situação financeira delicada. Mas é preciso ter em mente que todos devem assumir a responsabilidade de barrar o avanço do COVID-19, especialmente médicos e demais profissionais de saúde, cuja missão é ainda maior, de se manter saudável para atender aos pacientes que realmente precisam.

 

3. Mesmo com atendimento reduzido, ainda preciso manter um quadro mínimo de funcionários em minha clínica/consultório. O que posso fazer para reduzir o risco de contágio?

Duas características do novo coronavírus têm grande relevância para a situação de pandemia que enfrentamos: ele é um vírus com alta capacidade de transmissão e muitos dos infectados não apresentam sintomas. Assim, muitas pessoas acabam se tornando vetores da doença sem saber. Por isso, mesmo com pacientes e funcionários assintomáticos, todos os cuidados para barrar o contágio devem ser adotados. A Organização Mundial da Saúde publicou em seu portal, com acesso livre, uma série de guias sobre o tema. → Veja aqui.

 

4. E para quem trabalha em hospitais públicos e particulares, o que esperar dos próximos meses?

Gestores públicos e do setor privado já estão adotando uma série de medidas para lidar com a chegada do vírus ao Brasil, que atualmente tem o pico de contágio previsto para acontecer até o fim de abril. Portanto, devemos vivenciar uma crescente abrupta do número de casos, que desafiará a capacidade de organização e atendimento de todo o sistema de saúde nacional.

Como observado em outros países em que a doença está mais alastrada, o cirurgião plástico tem sido realocado para outras áreas de atendimento, suprindo demandas cirúrgicas e clínicas. Novamente, reforçamos o cuidado para evitar contágio, pois isso já retirou muitos profissionais da linha de frente de atendimento neste momento de crise.

 

Felipe Lehmann Coutinho
Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional São Paulo

JP na Web