Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo

SBCP-SP divulga posicionamento sobre segurança do paciente

Presidente da entidade concede entrevistas à imprensa

A morte de uma paciente no Rio de Janeiro reascendeu as discussões sobre a segurança de procedimentos estéticos e cirurgias plásticas. O assunto tem ganhado destaque em diversas reportagens na imprensa brasileira, gerando dúvidas e questionamentos importantes.

Por conta disso, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional São Paulo (SBCP-SP) elaborou um posicionamento divulgado nas redes sociais e para a imprensa, tratando de questões básicas relacionadas à segurança do paciente. Veja o posicionamento completo abaixo:

POSICIONAMENTO DA REGIONAL SÃO PAULO SOBRE SEGURANÇA DO PACIENTE

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional São Paulo (SBCP-SP) reforça a necessidade de serem observados dois pontos fundamentais antes de qualquer pessoa decidir se submeter a uma cirurgia plástica, seja para fins estéticos ou reparadores.

Primeiro, a escolha do profissional de saúde deve levar em conta a sua qualificação, com o título de especialista em cirurgia plástica emitido pela SBCP e pela Associação Médica Brasileira (AMB). Segundo, é importante realizar o procedimento apenas em instalações médicas credenciadas.

O alerta é motivado pelo recente falecimento de uma paciente, no Rio de Janeiro, após ser submetida a um procedimento nos glúteos, realizado na residência do médico. Ela sofreu complicações e, apesar de levada posteriormente ao hospital, não resistiu.

Ano passado, a SBCP-SP lançou uma campanha para reforçar o alerta. As divulgações foram realizadas em mídias sociais justamente porque esse tem sido o canal escolhido por muito pacientes para pesquisar sobre a reputação dos profissionais de saúde. Contudo, a Regional São Paulo alerta que as informações sobre os médicos devem ser checadas no site da entidade nacional: www2.cirurgiaplastica.org.br.

O presidente da Regional São Paulo, Dr. Elvio Bueno Garcia, concedeu diversas entrevistas para orientar a população sobre a maneira mais segura de realizar uma cirurgia plástica. Foi destacada a importância de consultar e escolher profissionais que possuam título de especialista emitido pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e pela AMB (Associação Médica Brasileira) para procedimentos estéticos e reparadores, assim como realizar os procedimentos apenas em instalações médicas credenciadas.

Vale destacar que a SBCP também defende a procura da entidade representativa dos dermatologistas como referência para a qualificação médica em procedimentos estéticos.