Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo

Uso de conduítes na reparação de nervos aumenta a resistência da reconstrução

Um estudo sobre sutura de nervos mediu a resistência à aplicação de tensão, no caso de suturas realizadas de forma primária ou com uso de um conduíte entre as duas pontas. O trabalho foi desenvolvido pelo Departamento de Cirurgia Ortopédica do Hospital Tan Tock Seng, em Singapura, e foi publicado em dezembro de 2018 no periódico Plastic and Reconstructive Surgery (PRS).

O estudo demonstrou o dobro da resistência à tensão no grupo que utilizou conduítes, com significância estatística.

Diante disso, os pesquisadores concluíram que o uso de conduítes pode ser benéfico, pois permite que uma reparação de lesão possa ser realizada de forma adequada, com bom desbridamento e sem tensão, e com retorno mais rápido às atividades dos membros afetados, quando existe um gap entre os cotos do nervo.

Leia mais aqui:
https://journals.lww.com/prsgo/Fulltext/2018/12000/Conduit_based_Nerve_Repairs_Provide_Greater.16.aspx