Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo

Quando usar o retalho bilobado ou trilobado nas reconstruções nasais?

Os retalhos bilobados e trilobados são de transposição de padrões aleatórios versáteis, que restauram com segurança a simetria e o contorno nasal, sendo frequentemente utilizados em cirurgias de reconstrução nasal. Em artigo publicado no periódico Plastic and Reconstructive Surgery, de agosto de 2018, cirurgiões plásticos norte-americanos compararam as características dos retalhos bilobados e trilobados na cirurgia reconstrutiva nasal e identificaram cenários para seu uso diferencial.

Foi realizada uma revisão de prontuários de mais de sete anos consecutivos, de pacientes submetidos à reconstrução com retalho bilobado ou trilobado, após cirurgia micrográfica de Mohs. Para comparar os dois retalhos, os autores realizaram uma análise estatística das características do paciente e da cirurgia, distribuição anatômica, eventos pós-procedimento e necessidade de revisão.

Cento e onze pacientes com retalhos bilobados e 74 pacientes com retalhos trilobados foram identificados. Retalhos bilobados foram significativamente mais utilizados no dorso nasal inferior e na parede lateral, enquanto os retalhos trilobados foram significativamente mais utilizados na ponta nasal. Não houve diferença significativa nos eventos pós-procedimento (por exemplo, complicações, eritema, etc.) entre os dois tipos de retalho.

Como conclusão, os autores indicam que os retalhos de transposição bilobados e trilobados são versáteis para reconstrução nasal. Retalhos trilobados podem ser usados para reparar defeitos em uma localização nasal mais distal do que os retalhos bilobados.

Independentemente do tipo de retalho, as complicações são raras.

Leia mais aqui: https://journals.lww.com/plasreconsurg/Fulltext/2018/08000/The_Differential_Use_of_Bilobed_and_Trilobed.32.aspx