Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo

Estudo avalia as teorias de etiopatogênese do BIA-ALCL

O linfoma anaplásico de grandes células associado ao implante mamário (BIA-ALCL) é uma neoplasia maligna dos linfócitos T, associada ao uso de implantes mamários texturizados em cirurgias estéticas e reconstrutivas. Os pacientes geralmente apresentam um seroma tardio 8 a 10 anos após o implante ou, menos comumente, com massa capsular ou doença sistêmica.

Em artigo de revisão publicado em suplemento do periódico Plastic and Reconstructive Surgery, de março de 2019, pesquisadores australianos buscaram sintetizar as evidências científicas existentes sobre a etiopatogenia do BIA-ALCL.

As teorias atuais sobre a patogênese da doença estão focadas na interação entre implantes texturizados, bactérias Gram-negativas, genética do hospedeiro e tempo. Os possíveis papéis de partículas de silicone foram menos implicados.

Leia mais aqui:
https://journals.lww.com/plasreconsurg/Fulltext/2019/03001/Theories_of_Etiopathogenesis_of_Breast.6.aspx